Amizade colorida

A amizade é um relacionamento importante para o desenvolvimento social, emocional e cognitivo; no entanto a maioria dos estudos trata da amizade na infância e adolescência, havendo pouca ênfase na investigação de adultos e nos relacionamentos amorosos.

Uma dúvida de todos que se interessam de forma amorosa pelo melhor amigo(a) é: e se não der certo e a amizade acabar? Será que vale a pena? Para a sexóloga e psicóloga Sônia Eustáquia, se o relacionamento afetivo for para frente e durar, com certeza a amizade se solidifica mais ainda. Temos que lembrar que a amizade é uma das manifestações da sexualidade ou expressão amorosa humana. Os gregos separavam a forma de amar e davam nomes distintos, como: EROS o prazer carnal, ÁGAPE o amor puro, espiritualizado e FILOS a afeição, a amizade, companheirismo, cumplicidade. Hoje estamos falando de FILOS na delicada relação de amor e sexualidade. E por estas partes estarem juntas, a relação afetiva sexuada e com a amizade só pode dar certo.

Apesar de um relacionamento vir a se solidificar a partir de uma boa amizade, alguns aspectos são levados em conta em um namoro, mas não em uma amizade, como a beleza física. Normalmente este item não entra na escolha das amizades e parece fundamental na escolha de uma namorada. Para amigo escolhemos o que sabe ouvir, o que aceita incondicionalmente, o que faz críticas construtivas, etc. Para namorar escolhemos o que é belo, sensual, popular e em alguns casos, o que poderá prover a futura prole. A forma de se apaixonar nessas condições, a de amigo é outra. É algo mais sereno e menos inquietante do que a paixão à primeira vista. A paixão que nasce de uma amizade, já é recheada de amor. Ela pode ser intensa e gostosa de ser vivida tanto quanto a paixão à primeira vista ou pode ser ainda melhor, por ser serena.

Melhores amigos compartilham segredos, isso é óbvio, porém quando esses se tornam namorados a situação pode se complicar. Segundo Sônia, isso costuma dar um pouco de confusão, porque este casal, enquanto amigos, contavam muitos segredos, e depois quando começa o namoro, os antigos segredos, misturados com um novo sentimento, pode gerar ciúmes e desconfiança. Por exemplo: um rapaz que conta para a amiga as suas “galinhagens”, depois quando começa a namorar, a tendência é ela desconfiar muito da fidelidade dele. Este casal tem que reunir toda a carga de maturidade possível para fazer sobreviver outro tipo de amor que está surgindo.

Uma teoria bastante espalhada por ai é a de que não existe amizade entre homem e mulher. Para a psicóloga não é justo com o homem tal afirmação. Para ela fica parecendo que eles não são capazes de manter uma amizade por longo tempo sem ter sexo. Se a amizade FILOS é um tipo especial de amor, e se o homem, por sua condição filogenética, é mais visual e mais EROS (genital) que a mulher, é natural que ele fantasie e pense mais na possibilidade de ter algo a mais com a amiga do que a mulher, que diferente do homem é mais sentimento, mais ÁGAPE.

Muitas vezes, o casal sofre com ciúmes dos antigos amigos do parceiro ou parceira, gerando brigas e desentendimentos. De acordo com Sônia Eustáquia o ciúmes é uma questão de competição fundamentada na insegurança pessoal. Uma pessoa que é fiel ao amigo, fala bem dele, está sempre disponível, se expressa com intimidade e amor. E se o parceiro ou parceira for muito inseguro, nessa ocasião se sente ameaçado e começa a fantasiar possibilidades de amor (EROS) sexuado e que se levadas a extremos pode transformar tudo em briga. Estas brigas de ciúmes não ajudam em nada nos relacionamentos.

Sônia enfatiza que um relacionamento tem maiores possibilidades de dar certo para quando for fundamentado também na amizade. A paixão é um período delicioso, mas muito narcísico, doente mesmo e que deve dar espaço ao amor. Quando isso não acontece,, acaba também toda a possibilidade de um relacionamento duradouro e bom. Quase sempre até a amizade que podia decolar dessa relação, também acaba.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *